33 – Jasper

Jasper e a fumaça dos incêndios florestais.

A cidade de Edson ficou para trás e agora nosso destino inclui algumas das mais espetaculares e conhecidas paisagens do Canadá: Jasper e Banff.

Edson em frente a placa de entrada da cidade de Jasper no Canadá

Edson em frente à placa de entrada da cidade de Jasper no Canadá

Começamos por Jasper. A cidade lembra Canela ou Nova Petrópolis, no Rio Grande do Sul. Há muitos turistas para todos os lados, onde também vimos muitas placas de "cuidado com animais" como ursos e elks, que podem atacar quem se aproximar deles, porém não avistamos nenhum!

Entramos na cidade e paramos para o Edson comprar algumas lembranças em uma loja do centro da cidade.

Entramos na cidade e paramos para o Edson comprar algumas lembranças em uma loja do centro da cidade.

Naqueles dias, devido a incêndios florestais que estavam ocorrendo no estado de Washington, nos EUA, havia muita fumaça no ar. Isso acabou por ofuscar bastante o clima e as fotos.

Paisagem um pouco mais acinzentada que o normal pelo efeito causado pela fumaça de incêndios florestais.

Paisagem um pouco mais acinzentada que o normal pelo efeito causado pela fumaça de incêndios florestais.

Conhecemos uma cachoeira, Athabasca Falls, na Icefields Parkway e, por causa da fumaça, nem dava para ver os montes ao fundo, normalmente brancos de gelo.

Athabasca Falls, na Icefields Parkway

Athabasca Falls

Athabasca Falls, na Icefields Parkway

Athabasca Falls

A Icefields Parkway possui mutos muitos pontos cenográficos ótimos para fotografias. É muito difícil fazer a viagem render em quilômetros rodados se, a cada curva, você pára tirar uma foto, mas é impossível não parar em alguns.

Cachoeira na Icefields Parkway

Cachoeira na Icefields Parkway

   

Paramos para abastecer em um posto de gasolina em Lake Louise, onde conhecemos o Gabriel. Ele trabalha no posto e quando me viu com um boné dos Leones de Caracas, na Venezuela, veio conversar comigo. Me perguntou se eu era venezuelano e disse que era natural de Maracaibo. Comprei este boné quando estive em Caracas viajando de moto e ele foi a chave para abertura de um bate papo.

Gabriel, de Maracaibo na Venezuela e Deonir

Gabriel e Deonir

Como ele falava espanhol aproveitamos para pedir indicação de hotel com preço bom. Ele foi logo dizendo que hotéis e campings estavam todos lotados, então o Edson lhe perguntou se ele conhecia alguém que alugasse quartos ou um lugar para montarmos acampamento. Ele logo respondeu: "Eu tenho espaço em minha casa, vocês podem ficar lá!". Quando perguntamos quanto custaria, ele disse que não cobraria nada.

Casa do Gabriel em Lake Louise

Casa do Gabriel em Lake Louise

Como ele estava trabalhando e só sairia do trabalho em 1h, aproveitamos o tempo e fomos conhecer o Lake Louise, um lago azulado que fica em um belo lugar rodeado por montanhas, algumas delas com ainda com gelo, apesar de estarmos no final do verão.

Ajudei a moça com o click da foto "voadora".

Ajudei a moça com o click da foto "voadora".

Acabamos dormindo no porão de sua casa. Para a janta, o Edson tentou fazer uns bifes que compramos no mercado, mas não deu muito certo. O óleo levantou uma fumaceira, mas não foi culpa do Edson. É que eles usam é em spray e nosso cozinheiro não estava acostumado com essa modernidade. Depois de desligado o sistema anti-incêndio, a janta pode ser completada.

Batemos um papo à base de bifes, pão e cerveja. É bom falar espanhol depois de tantos dias tentando falar inglês! Nosso anfitrião também arranha muitas palavras em português e lhe interessavam as viagens de moto, porque também planeja se tornar um motociclista!

.