14 – Seatlle – Usa

Mercado mercado central em Seatlle
Terceiro dia da viagem ao Extremo Norte da América! 

Saímos cedo e pegamos muito frio no início da manhã, parecia treino para o Alaska! Não demorou muito para aparecerem o calor e o trânsito.

Havia muito congestionamento na chegada a Seatlle. Pensei que só tinha isso no Brasil, "só que não"! Começamos a utilizar o corredor (andar entre os carros), porém constatamos que nenhuma moto estava fazendo o mesmo, então acabamos aderindo ao congestionamento por medo de represálias ou multa.

Chegando a Seatlle, fomos à Space Needle, a torre de Seattle, e depois ao Market Pick, o mercado central.

_MG_0318-640x427

Deonir no Market Pick em Seatlle

Visitamos também o Gum Wall, próximo ao Pike Place Market há um beco que tornou-se uma atração turística da cidade por um fato inusitado: é uma parede/muro coberto de chicletes mascados!

_MG_0320-640x427

Gum wall

A parede faz parte da estrutura externa do Market Theater e a "tradição" começou em 1993. Apareceram chiquetes grudado na parede e logo se tornou uma febre!

 
Gum wall

Adesivo da Expedição no Gum Wall

Uns acham nojento, outros afirmam que ai esta uma das maiores concentrações mundiais de germes em uma só parede. Certo é que virou uma inusitada atração e a Expedição Extremo Norte foi conferir de perto! O cheiro é muito bom de chiclete!

Se quiser ver mais informações: https://en.wikipedia.org/wiki/Gum_Wall

12011153_1024527564245660_5891190818975287272_n

Por causa de diversos eventos esportivos que ocorrem neste final de semana na cidade tivemos dificuldade de encontrar vaga em hotel. Acabamos ficando em um por USD 235 dólares o pernoite, e nem era bom, na verdade era uma espelunca que no Brasil não custaria mais que R$ 70,00. Fazer o quê? Tivemos  que dar graças por ter conseguido um lugar para dormir!

Estamos tentando nos acostumar ao modo de pilotar as KLR, pois são  muito diferentes das Super Tenerés que possuímos no Brasil. É preciso checar o óleo e completá-lo praticamente todos os dias, além de serem bem menos confortáveis para pilotar, mas nada que não possa se superado.